Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘ecoplantar’

Anúncios

Read Full Post »

Aproveitando a carona do dia 5 de junho, que foi dia mundial do meio ambiente, resolvi abordar um assunto muito interessante que mescla design com sustentabilidade, que não adianta negar, é o assunto do momento. É isso mesmo que você está pensando, vou falar um pouquinho sobre ecodesign.

Para quem sempre ouviu, mas nunca teve interesse de saber mais a fundo, vamos as definições.

Segundo nosso amigo dicionário, a palavra sustentabilidade está descrita como a capacidade de ser sustentável. Isso é um pouco óbvio. O ideal mesmo é definir a sustentabilidade frente ao meio ambiente, que vem a ser a capacidade de um indivíduo ou grupo inserir ou extrair algo de um determinado meio, causando o mínimo de impacto àquela região. Esse é um pensamento atual com consequências futuras, é como se fosse uma troca que o ser humano faz com a natureza.

É cada vez maior o número de pessoas e empresas que estão aderindo a esta forma de pensar e assumindo uma identidade mais preocupada, não só com a qualidade do seus produtos e serviços, mas também com a responsabilidade social e a qualidade de vida.

Tendo isso em mente, vamos ao ecodesign, que vem a ser o nome dado às áreas de arquitetura, engenharia e design, que tem como objetivo desenvolver produtos que minimizem o impacto causado ao ambiente, fazendo uso, sempre que possível, de recursos renováveis, ou recursos naturais, cuja reposição ou regeneração é feita de forma frequente pela natureza.

Para exemplificar isso, selecionei algumas fotos de produtos bem bacanas desenvolvidos pela agência Tátil, a mesma agência responsável pelo projeto e criação da marca dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Penboo – Pen Drive feito de bambú

Greencard (cartão de visitas ecológico feito com embalagens tetra pak de leite e sucos).

Convite para workshop feito com semente alada.

Convites feitos com folhas coletadas nas ruas e parques do Rio de Janeiro, feitos para serem vistos contra a luz do sol

fontes:

http://www.tatil.com.br/

http://www.flickr.com/photos/tatil

Tendência #3: O Ecodesign is a post from: Choco la Design

Enviado por Giovanna Simioli – http://utilizablog.wordpress.com/

Read Full Post »

Vejam esse vídeo bem interessante e educativo sobre reciclagem e separação dos resíduos sólidos. É  lúdico, objetivo e divertido  certeza que vai para nossa página de educação e arte…

ECOLOVE

Read Full Post »

Após alguns dias estáticos com nossa página devido a problemas de saúde do nosso diretor, retomamos nossas atividades. Vocês que leem e acompanham nosso trabalho podem ter certeza de que nosso interesse está focado nas iniciativas de redução do lixo e reeducação ambiental. Se ganharmos dinheiro ou prestígio isso não é o mais importante, mas sim, a semente que plantamos diariamente em alguma mente que venha se conscientizar disso.  Seguimos com essa reportagem interessante da Folha on line. Bom dia a todos!!!

Ambientalistas colocam barco de tetra pak em canal alemão

Um barco com nove metros de comprimento, fabricado com embalagens do tipo tetra pak, flutuou nesta segunda-feira pelo canal de Karl-Heine, na cidade alemã de Leipzig.

O artista conceitual Frank Boelter, que idealizou o embarcação, disse que as embalagens simbolizam o fim da Era Industrial e, ao mesmo tempo, criticam a mentalidade do desperdício.

Segundo os organizadores do evento, o ato serve para pedir pelo retorno da topografia fluvial original em regiões urbanas.

Inspire-se e crie suas próprias invenções com resíduos sólidos pois somente dessa forma é que estaremos dando utilidade aquilo que já estava descartado sujando nossas ruas, estradas, terrenos e aterros. ECOCRIATIVIDADE E ECOAÇÕES é disso que estamos falando

Read Full Post »

Já sabemos que as sacolas plásticas são um perigo para o Ecossistema do Planeta.

Este vídeo mostra brevemente os caminhos e a poluição que o plástico proporciona.

Read Full Post »

Sim nós sabemos!!!

Sabemos que para ter um planeta e ambiente mais saudáveis, devemos antes de pensar em qualquer

coisa, tomar por costume a preocupação com nosso lixo, com qual finalidade daremos a ele  e se não

pudermos pensar tão a frente, ao menos separá-lo para que alguém possa fazer. O cuidado com o que se

fazer com o lixo não é apenas uma questão de higiene e sanitarismo, mas de educação e cultura de uma

sociedade, por isso apoiamos todos os  projetos de Educação Sócio Ambiental. Esse videó explica como

e onde nasceu o conceito de sustentabilidade e é contrastado com imagens de lixo poluindo a cidade de Recife.

Read Full Post »

Que tal, ao invés de jogar no lixo as garrafas PET e sacolas plásticas que consome, utilizá-las como matéria-prima para a locomoção do seu carro? A ideia foi do japonêsAkinori Ito, que não perdeu tempo para coloca-la em prática: com a ajuda da empresa onde trabalha, a Blest, o asiático inventou uma máquina que transforma plástico emgasolinadiesel e, até mesmo, querosene.
Como? Pura química: os objetos plásticos devem ser jogados, limpos, dentro da máquina, que aquece os artigos até eles se dissolverem e, posteriormente, virarem gás. Em seguida, esse gás é encaminhado para um “apêndice” da máquina, que possui água, e é do encontro desses dois materiais que se forma um óleo refinado, capaz de ser usado como combustível veicular.

Segundo Akinori, durante o processo, a máquina não queima o plástico – o que poderia resultar na emissão de um bocado de poluentes nocivos ao meio ambiente e à saúde dos seres vivos – e, sim, o converte a um novo estado físico, utilizando, apenas, calor e eletricidade.

Por enquanto, o aparelho – que, com 1 kg de plástico é capaz de produzir um litro de combustível – está sendo utilizado para apresentações em escolas e eventos ambientais, com a intenção de alertar as pessoas sobre o potencial do lixo que costumamos descartar sem muita cerimônia. Mas a comercialização em grande escala está nos planos da Blest.

Vale lembrar, no entanto, que a invenção japonesa não é perfeita: afinal, a máquina pode resolver o problema do lixo plástico, mas não o da poluição causada pela queima de combustível fóssil.

Fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: