Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘reaproveitamento’

Anúncios

Read Full Post »

Os alunos de uma cidade no interior do Rio Grande do Sul tiveram uma ótima ideia: Usar garrafas PET para fazer a cobertura da estufa na horta da escola!

A escola é a Escola Estadual de Ensino Fundamental Valdemar Zanatta, no distrito de Sede Independência em Passo Fundo.

Eliza de Lima Deicke, a diretora dos alunos criativos, explicou a iniciativa tomada:

O meio ambiente e a agricultura familiar são trabalhados por meio de projetos como o da horta escolar, que enriquece a merenda escolar e ensina os alunos como preparar a terra para o plantio.

No sentido da preservação construiu-se a estufa ecológica, usando aproximadamente 5 mil garrafas PET, que protege a plantação e retira da natureza que levariam anos para se deteriorarem. A construção se deu com a participação dos professores e das famílias.

Hey, cinco mil garrafas! Não sei quantas escolas com hortas existem no Brasil, mas se todas fizessem algo parecido, mesmo que menor, seriam inúmeras garrafas PET tendo um fim bem melhor do que os aterros (ou rios, etc).

Fonte: http://eco4planet.uol.com.br/blog/2011/06/garrafas-pet-se-transformam-em-estufa/

Read Full Post »

Aproveitando a carona do dia 5 de junho, que foi dia mundial do meio ambiente, resolvi abordar um assunto muito interessante que mescla design com sustentabilidade, que não adianta negar, é o assunto do momento. É isso mesmo que você está pensando, vou falar um pouquinho sobre ecodesign.

Para quem sempre ouviu, mas nunca teve interesse de saber mais a fundo, vamos as definições.

Segundo nosso amigo dicionário, a palavra sustentabilidade está descrita como a capacidade de ser sustentável. Isso é um pouco óbvio. O ideal mesmo é definir a sustentabilidade frente ao meio ambiente, que vem a ser a capacidade de um indivíduo ou grupo inserir ou extrair algo de um determinado meio, causando o mínimo de impacto àquela região. Esse é um pensamento atual com consequências futuras, é como se fosse uma troca que o ser humano faz com a natureza.

É cada vez maior o número de pessoas e empresas que estão aderindo a esta forma de pensar e assumindo uma identidade mais preocupada, não só com a qualidade do seus produtos e serviços, mas também com a responsabilidade social e a qualidade de vida.

Tendo isso em mente, vamos ao ecodesign, que vem a ser o nome dado às áreas de arquitetura, engenharia e design, que tem como objetivo desenvolver produtos que minimizem o impacto causado ao ambiente, fazendo uso, sempre que possível, de recursos renováveis, ou recursos naturais, cuja reposição ou regeneração é feita de forma frequente pela natureza.

Para exemplificar isso, selecionei algumas fotos de produtos bem bacanas desenvolvidos pela agência Tátil, a mesma agência responsável pelo projeto e criação da marca dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Penboo – Pen Drive feito de bambú

Greencard (cartão de visitas ecológico feito com embalagens tetra pak de leite e sucos).

Convite para workshop feito com semente alada.

Convites feitos com folhas coletadas nas ruas e parques do Rio de Janeiro, feitos para serem vistos contra a luz do sol

fontes:

http://www.tatil.com.br/

http://www.flickr.com/photos/tatil

Tendência #3: O Ecodesign is a post from: Choco la Design

Enviado por Giovanna Simioli – http://utilizablog.wordpress.com/

Read Full Post »

Proteína encontrada no veneno das abelhas é capaz de detectar explosivos com precisão inédita de apenas uma molécula.
A descoberta, publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences, foi feita por engenheiros químicos do Massachusetts Institute of Technology (MIT) liderados por Michael Strano e já despertou o interesse por suas aplicações comerciais e militares.
Os sensores poderiam resultar em detectores muito mais precisos do que os atualmente usados em aeroportos, por exemplo, que usam a espectrometria para analisar partículas carregadas conforme se movem no ar.
Já a descoberta do MIT atinge o limite máximo de detecção: encontra quantidades ínfimas como uma única molécula, desde que deixado em temperatura ambiente e sob pressão atmosférica. As proteínas do veneno de abelha se mostraram especialmente sensíveis a uma classe conhecida como compostos nitro-aromáticos, do qual a TNT faz parte.
Esta é a primeira vez que as proteínas do veneno da abelha são associadas a reação a explosivos. Os fragmentos usados, chamados “bombolitins”, foram usados juntamente com nanotubos de carbono (cilindros ocos com a espessura de um átomo de carbono puro).
Os nanotubos possuem uma fluorescência natural. Eles são recobertos com as proteínas do veneno de abelha que, naturalmente, atraem as moléculas de explosivos. Quando ambas se ligam, ocorre uma mudança no comprimento de onda da fluorescência do nanotubo que é detectada por um microscópio. Como as moléculas afetam o comprimento de onda e não a intensidade da fluorescência, o mecanismo não é influenciado pela luz ambiente.
O aparelho também pode sentir os produtos resultantes da decomposição desses explosivos.
Como as muitas combinações de proteínas com nanotubos reagem a diferentes compostos nitro-aromáticos, os pesquisadores podem identificar a “digital” de cada explosivo calibrando o equipamento.
O uso da proteína das abelhas já foi patenteado mas, para estar comercialmente disponível, o aparelho ainda precisa de um dispositivo relativamente barato capaz de capturar as moléculas do ar.

Fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br

Read Full Post »

Nota algo diferente nesta camiseta???

Aparentemente a resposta da maioria é não. Mas observe o detalhe destacado no canto inferior esquerdo da peça na foto, está escrito “camiseta de PET” .

A indicação significa que a matéria prima utilizada na fabricação do tecido é  proveniente de garrafas pet. Processos de fabricação de tecidos feitos com garrafas pet descartadas, já estão em pleno funcionamento no Brasil.  Na reciclagem as garrafas são lavadas e separadas por cores. Após a retirada das tampa e rótulos é feita a limpeza e higienização, e logo após o plástico é moído em pequenos pedaços dando inicio à transformação ecológica.

A quantidade equivalente a duas garrafas pet de dois litros cada, é o suficiente para confecção de uma camiseta. O material é aquecido a uma temperatura de 300° graus retirando as impurezas. Depois de derretido passa por um equipamento que o transforma em filamentos. A fibra resultante, que é 20% mais fina que a do algodão é transformada em fios de poliéster e após esse processo junta-se 50% de algodão formando o tecido ecológico, metade algodão, metade poliéster proveniente de garrafas pet. Essa ECOiniciativa e esse ECOproduto chamam a atenção pois é através do lixo reciclável que é retirada metade da matéria prima transformada. Isso gera benefícios de proporções gigantescas no que diz respeito a sustentabilidade. Também podem ser confeccionadas com o ECOtecido toalhas de mesa  em geral. A ECOPLANTAR apóia e divulga projetos de reaproveitamento sustentável pois acredita que só teremos um futuro limpo e sadio se fizermos a nossa parte, e mesmo que for pouca coisa, para o meio ambiente qualquer ação é de grande importância. Faça agora mesmo a sua parte clicando em https://ecoplantar.wordpress.com/click-pet/ que você  já estará doando automaticamente uma garrafa pet para nós transformarmos em vaso para nossas mudas. É simples rápido e fácil. ClickPET você também!!!

Fonte: (http://www.camisetafeitadepet.com.br/http://www.sustentabilidade.org.br)

Read Full Post »

Read Full Post »

As sacolas plásticas comuns são altamente poluentes ao meio ambiente.

Alternativas como a de usar ecobags, criam uma nova cultura, a de não poluir mais.

Faça sua parte USE ECOBAGS.

Se “não tiver como” separar se lixo faça melhor clique https://ecoplantar.wordpress.com/click-pet/

que a ECOPLANTAR faz isso para você!!!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: